Gaya_edit_cor_brilho_.jpg

Sobre os Rituais de Luz de Gaya:

Trabalhamos com os Rituais de luz da Roda Celta através da Magia Ascensional.

 

Existem 8 Rituais sagrados de luz durante o ano, sendo que cada um deles conecta com uma energia diferente da Mãe Terra.

 

Cada Ritual tem seus simbolismos específicos, porém, dependendo das configurações específicas de cada ano, os Rituais são focados em alguns simbolismos mais do que em outros.

 

A Magia ascensional é a capacidade de trazer a intenção na forma.

É o ato de ser um com o todo e direcionar o fluxo para criar a realidade que deseja.

A palavra “magia”  tem sua origem etimológica na língua persa; deriva de magush, que significa conselheiro e sábio e também de magus e magia, que significa tanto imagem como sábio. No latim magia e no grego μαγεία, na grande maioria dos idiomas a palavra contém a raiz magh que significa "ser capaz" ou "ter poder".

Na realidade, magia é a ciência que estuda os aspectos latentes do homem e da natureza, e a relação entre os mesmos, buscando o desenvolvimento integral das faculdades internas, espirituais e ocultas do indivíduo.

 

A magia também pode ser descrita como a ciência de empatia e similaridade mútua; a ciência da comunicação direta com as forças naturais e o conhecimento prático dos poderes existentes na natureza.

A magia pode ser considerada um tipo de arte que através da interação com o todo, traz uma busca evolutiva. Ela parte do princípio da unidade do homem com toda a criação, e de acordo com essa unidade, a capacidade que o homem traz dentro de si de criar sua própria realidade.

A prática da magia é baseada na interação com todas as formas de vida, natureza, macro e micro cosmos. Através dessa interação apurada torna-se possível direcionar e influenciar o curso dos acontecimentos e produzir efeitos desejados.

Por isso a prática da magia deve ter um objetivo e conteúdo que visa o desenvolvimento positivo do ser.

A magia ascensional tem o objetivo e conteúdo focado na ascensão, que visa o desenvolvimento e evolução do ser, sua interação com a natureza da Terra e do Cosmos e a busca de elevação ao melhor que cada um pode ser a cada momento.

 

A prática da magia ascensional está ligada ao fortalecimento e nutrição do indivíduo através das forças presentes na Mãe Terra, e trabalha através da troca de energia e respeito à natureza e a todas as formas de vida da criação.

 

Através da magia ascensional é possível ativar e potencializar habilidades e características naturais do ser humano, que em unidade com energias, e itens específicos da natureza, podem co-criar realidades.

 

A magia ascensional tem características ritualísticas e cerimoniais que visam entrar em contato com os aspectos do universo, da natureza, da criação e de suas manifestações.

 

Os objetos ritualísticos são muito importantes, pois são externalizações de habilidades e atributos que temos dentro de nós mesmos, e através do uso desses instrumentos podemos fortalecer e intensificar essas qualidades, habilidades e atributos.

 

Para realizar os rituais utilizamos alguns instrumentos mágicos/ritualísticos como cristais, velas, óleo mágico, varinha, athame, caldeirão, entre outros.

 

As ferramentas mágicas são símbolos para ativar, relembrar e refletir o poder interior de quem as está utilizando.

 

A própria pessoa é o grande poder que coloca em ação essa ferramentas através de  sua percepção e reconhecimento de si mesmo como uma divindade em ação.

 

A prática da magia ascensional requer o aprendizado e combinação de diversas técnicas, como a meditação e a visualização, concentração e domínio mental, equilíbrio dos 4 corpos e chacras, para que o praticante possa alcançar energias de várias formas e manifestações.

Resumindo, a magia pode ser utilizada por  qualquer pessoa num caminho para encontrar e manifestar o potencial positivo máximo de si mesmo e de co-criar com as forças da natureza uma realidade extremamente benéfica e elevada.

Agenda
stonehenge.jpg

Os 8 Rituais de Gaya

do ano:

No calendário celta, existem 8 Rituais Sagrados de luz durante o ano, sendo que cada um deles conecta com uma energia diferente da Mãe Terra.

 

A cada ano o ritual traz uma energia diferente a ser trabalhada de acordo com as configurações  energéticas e necessidade do planeta e seus habitantes.

SAMAHIM:

 

O Ritual de Samhain traz uma energia muito forte que deve ser aproveitada para o caminho de evolução de todos.

O Sabbat de Samhaim é o ano novo dos bruxos druidas e celtas.

É um momento onde o véu entre os mundos se desfaz, por isso é uma boa época para contatos com outras realidades e dimensões.

Essa é uma  noite mágica em que o véu que separa o mundo material do mundo espiritual encontra-se mais fino, e os mundos se fundem conforme a luz do sol abaixa e o crepúsculo chega.

É um momento de honrar todos os mortos e ancestrais e as lições recebidas dos mesmos, assim como também é momento de agradecer pelos aprendizados e deixar ir todas as coisas velhas, deixar morrer tudo que não serve mais em sua vida.

É também um momento de acender velas e pedir ajuda aos seres de luz para guiar os seres que ainda habitam na escuridão para a luz divina e guiar as almas que ainda não encontraram a luz.

É um bom momento de realizar uma limpeza energética em sua vida e ambiente, pedindo para ser levados todos os seres que não estejam servindo aos seus propósitos de luz pra longe de sua vida.

Esse é um dia importante para tirar oráculo e buscar respostas e direcionamentos importantes para sua vida.

É um Ritual onde podemos fazer ferramentas de proteção pessoal, para os lares e grandes limpezas energéticas.

LITHA - SOLSTÍCIO DE VERÃO:

 

É a época do ano onde a terra está mais perto do sol.

Momento de calor e de alegria pelo poder solar de luz.

Momento de reverenciar a luz e se infundir da luz e alegria do sol.

O solstício de verão também é conhecido por Litha, Sabbat de Verão, Coamhaim.

É um rito de festa e alegria para agradecer pelo sol e verão.  Traz grande poder de cura para renovação.

É um momento de descanso e divertimento e também de colher ervas sagradas para feitios mágicos.

Traz a sabedoria de honrar a vida e ancorar alegria pelo simples fato de estar vivo... se permitir brilhar como o sol e ser uma estrela de luz.

Nesse Ritual faz-se a homenagem à deusa da água pedindo renovação  para trazer alegria e fluxo.

Um dos costumes de Litha é partilha de alimentos e presentes mágicos.

IMBOLC:

 

Esse é um dos 4  sabats (Rituais de magia) mais importantes do ano.

O significado de Imbolc pode ser descrito como "apressar-se", “aumento da luz” ou “fertilizar”.

O Imbolc é o ritual do fogo, da fertilidade, do crescimento da luz.

Nesse dia, a deusa reverenciada é deusa Brigit: a deusa donzela das artes, poesia, inspiração, cura, fertilidade, escrita, artes marciais, criatividade, fogo.

É um momento de purificação e renovação de energia.

É o momento de acender o fogo interior, de trabalhar o despertar das sementes, dos novos planos e novos projetos e, de fertilizar aquilo que se deseja.

 

MABON - EQUINÓCIO DE OUTONO

É um dos 4 Rituais de luz mais ligados aos ciclos da Mãe Terra (estações) .

Esse ritual é também conhecido como: Equinócio de Outono, Sabbat de Outono, Mabon, Alban Elfed, Colheita do Vinho, Festival da Cornucópia, Segunda Colheita.

Ensina sobre o equilíbrio entre dia e noite.  A partir de agora as noites começam a ficar mais longas, pois vamos rumando para o inverno.

É uma época de agradecimento aos deuses por tudo.

Momento de transição, onde terminamos de fechar um ciclo (em peixes) e preparamos para abrir o outro.

É época de meditar e refletir, e também um período de introspecção e reflexão.

Momento de pedir cura para os que necessitam e enviar energias de luz aos doentes e necessitados.

Nesse Ritual de luz sempre recebemos uma benção para o lar.

BELTANE:

É um dos 4 rituais mais importantes do ano.

O Beltane tem vários significados, entre eles: Ritual do amor, união deus/deusa, integração dos opostos, celebração da vida, ritual do fogo de Bel, entre outros...

Esse é um dos Rituais mais conhecidos entre os costumes celtas, onde eram acendidas grandes fogueiras e feitas várias oferendas para a Deusa.

Esse é o ritual da celebração do amor entre o Deus e a Deusa.

Trabalha com a energia do sol em Touro: amor, prazer pela vida, beleza.

 

YULE - SOLSTÍCIO DE INVERNO

 

Também conhecido como Ritual de Inverno, Yule e Alban Arthan, o solstício do Inverno é a noite mais longa do ano, marcando a época em que os dias começam a crescer, e as horas de escuridão a diminuir.

O poder do Espírito do Inverno é a Renovação, o profundo conhecimento interior pra encontrar a força.

Yule é um período de recolhimento, meditação, reflexão...momento de mergulhar em si, para se conhecer melhor e aprimorar.

É um tempo de regeneração e de mudanças, de recolhimento, de hibernar para renovar-se.

O solstício de inverno ensina a buscar compreensão de si mesmo e a encontrar o seu poder interior.

É o Ritual do renascimento do sol, da renovação. Momento de libertar do velho e preparar para o novo (como na natureza, onde as plantas secam pra renascer com a primavera).

É um momento de celebração pois, a partir de agora, os dias ficarão consecutivamente mais longos, ao passo que o Sol vai crescendo. Ensina que a escuridão chega ao fim, e sempre há lugar para o novo sonho, a nova Luz, a nova vida.

LAMMAS:

Nomes pelos quais esse ritual também é conhecido: Lammas,  Lughanash, Pré Colheita, Elembious, Luganasad.

Esse é um dos 4 sabbats mais importantes dentro das tradições e dos ciclos de Gaya.

Lammas é momento de trabalhar para aumentar a consciência sobre a prosperidade e expandir abundância e  prosperidade para as áreas de sua vida.

Lammas ou Luganash era um festival tipicamente agrícola, onde se agradece ao deus celta “Lugh” e as deusas dos grãos e do trigo.

É o Ritual da prosperidade.

Lugh é o Deus do Sol, na Mitologia Celta. Nesta data agradecemos a primeira colheita do ano, sejam elas boas ou más. Também é um momento de pedir proteção e fartura para as próximas colheitas.

Um costume antigo desse festival era colher grãos e fazer um pão que era dividido entre todos.

OSTARA - EQUINÓCIO DE PRIMAVERA: 

 

Esse ritual também é conhecido por: Sabbat da Primavera, Equinócio Vernal, Festival das árvores, Alban Eilir, Ostara e Rito de Eostre.

É o rito de fertilidade que celebra o nascimento da Primavera e o redespertar da vida na Terra.
É o momento de equilíbrio entre dia e noite,  renovação e renascimento... É o retorno da vida, depois da morte do inverno. Esse equinócio traz a entrada do sol em

Libra (harmonia).

Basicamente, Ostara nos traz uma energia de:  renovação, equilíbrio, fertilidade, abertura de caminhos, esperança.

Agenda